Mercado imobiliário pode aquecer pela queda da Selic
Voltar para o blog

Mercado imobiliário pode aquecer pela queda da Selic

O Banco Central no intuito de estimular a economia durante a crise provocada pela pandemia cortou a Selic pela nona vez consecutiva. De 2,25% para 2% ao ano, a medida reduz consideravelmente o custo do crédito. 

 

Ou seja, alcançamos a menor taxa de juros da história do Brasil, estabelecida em 2% ao ano pelo Comitê de Políticas Monetárias do Banco Central. 

 

O que isso significa?

Que provavelmente o  mercado imobiliário será impulsionado porque ao reduzir as taxas de financiamento para aquisição de imóveis fica muito mais fácil. 

 

 

“Essa taxa baixa é como se o Banco Central dissesse aos consumidores que, os que têm alguma reserva de dinheiro, consumam, já que o juros estão baixos demais para investir. Um ótimo exemplo disso é o mercado imobiliário que está surpreso com a boa desenvoltura e tende a ficar ainda mais”, explica o economista Alex Araújo.


Para ele, a nova taxa, além de fomentar o consumo ainda incentiva a contratação de crédito mesmo com alguma resistência dos bancos em concedê-las durante a crise.
 

“O efeito dessa taxa em 2% deveria ser sentido por todos, mas deve ser mais palpável a alguns, principalmente os investidores, que serão muito abalados pela retração da renda fixa; as empresas, com uma possível facilidade no acesso ao crédito; e os bancos, que são os pagadores”, aponta Alex.

 

Uma aplicação financeira que renda 100% da Selic atual nos próximos 12 meses terá resultado abaixo da inflação esperada pelo mercado. De acordo com o relatório Focus do Banco Central desta semana, a previsão é de inflação em 1,63% no fim de 2020. O número está abaixo da meta de 4%, fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

 

Temos muitas oportunidades de investimentos rentáveis para você.
Um em especial, quer saber qual?
Nos chame no Whats, é só clicar: https://bit.ly/investimentoPersonal

Outros posts

  1. Vem ai 2018, o ano de comprar.

    Vem ai 2018, o ano de comprar.

                 O setor imobiliário, em especial o segmento residencial,  costuma ser um dos últimos a sair de uma recessão. Isso se deve em grande parte à natureza de seu produto, um investimento fixo d...

  2. Tolerância é essencial para quem mora em condomínios.

    Tolerância é essencial para quem mora em condomínios.

    Manual da boa vizinhança: no isolamento, tolerância é essencial para quem mora em condomínios Reclamações de barulho crescem com famílias em casa. Márcio Rachkorsky, advogado especialista em condomíni...

  3. Por que este é o momento certo para investir em imóveis?

    Por que este é o momento certo para investir em imóveis?

    Que a pandemia da Covid-19 desestabilizou a economia mundial a gente bem sabe, a novidade aqui é que dela surgiu um investimento rentável e de alta lucratividade, isso graças a taxa da Selic no menor...

Este site utiliza cookies para entregar uma melhor experiência durante a navegação.

Personal Imóveis

55 5599 198 9898